Macrodrenagem de Oeiras será entregue no próximo semestre

A macrodrenagem urbana de Oeiras deverá ter funcionamento no próximo semestre, atendendo toda a região. A obra está sendo realizada pelo Instituto de Desenvolvimento do Piauí (IDEPI) em todo o município. A obra tem uma extensão de 4.733, 89 metros de galerias e já está com 50,92% em execução.

Segundo o presidente do IDEPI, Juraci Santana, a obra deverá ser entregue no mês de dezembro e está orçada em R$ 29.784.589, 37 milhões. Segundo ele, o objetivo é melhorar o escoamento da água de forma a diminuir os problemas com erosão, assoreamento e inundações.

“A realização dessa obra é de suma importância para a população oeirense, pois a falta dela pode ocasionar enchentes tornando propícia à proliferação de mosquitos e impedindo o aproveitamento dos terrenos para a agricultura ou a construção de residências”, explicou.

A macrodrenagem é uma obra de parceria entre o Ministério da Integração Nacional, IDEPI, e Prefeitura de Oeiras, onde serão construídas duas adutoras: uma que vai interligar o açude Soizão ao riacho Mocha e outra que receberá águas da galeria pluviométrica, que capta água da Vila Santa Teresa e Chapada do Fio, para a ampliação do açude Serra Pelada, também conhecido como Açude do Canela.

Para os moradores da região que vem acompanhando o andamento da obra com entusiasmo,  as adutoras têm grande alcance social. Para João Landim, professor de uma escola da região, a obra deve preservar os imóveis históricos de Oeiras e ainda evitará alagamentos, principalmente na época de chuvas e aumentará a capacidade de reserva de água no município.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *