Oeiras +300 celebra o tricentenário da primeira capital do Piauí

A religiosidade e as manifestações culturais são marcas registradas de Oeiras, a primeira capital do Piauí que, em 2017, comemora o tricentenário de sua emancipação política. Para celebrar esse marco na história do estado, a Prefeitura de Oeiras e a Secretaria Municipal de Economia Solidária e Criativa de Teresina (Semest) vão realizar o evento Oeiras +300, no dia 25 de dezembro, no Parque da Cidadania, em Teresina, reunindo artistas oeirenses, grupos de dança, além da Orquestra Sinfônica de Teresina (OST). O evento tem ainda o apoio do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Cultura (Secult), e da Prefeitura de Teresina.

“Temos que compreender a importância de Oeiras para a história e cultura de nossa gente. No dia 26 de dezembro de 2017, Oeiras comemora trezentos anos de emancipação política, momento importantíssimo para divulgarmos mais e melhor as tradições do município na capital. A ideia é que durante todo o ano possamos realizar eventos pontuais na capital para relembrar essa data”, reforça Olavo Braz, secretário municipal de Economia Solidária e Criativa.

Além da participação de grupos tradicionais de dança de Oeiras, como o Congos e Conguinhos, os Bandolins de Oeiras e a Orquestra Sinfônica de Teresina, também será realizada uma exposição temática sobre os principais símbolos históricos e culturais do município, como a Procissão de Bom Jesus dos Passos, a Festa do Divino e a escrava Esperança Garcia.

“Trata-se de uma exposição de um filho de Oeiras que está pondo o seu acervo à disposição do público. Ao todo, serão expostas umas 60 obras de arte, incluindo 30 esculturas de anjos com tamanho de 1m10cm, 20 esculturas de divinos e 20 telas. O espaço será elaborado pelos artistas plásticos Reisinha e Stênio, com supervisão do arquiteto Júlio Medeiros”, explica Olavo Braz, ao comentar que as telas são de sua autoria, enquanto as esculturas são de santeiros como Maurício Jonas e Júnior.

Para o secretário de Estado da Cultura, Fábio Novo, a importância história de Oeiras deve ser difundida para outras cidades, incluindo a capital. “Muitas pessoas desconhecem a riqueza cultural presente em Oeiras. Recentemente, inauguramos a Escola de Bandolins da cidade, que ajuda a manter essa tradição, formando novos músicos oeirenses. Por lá, temos ainda o Sobrado Major Selemérico, que reúne objetos e um pouco da história do nosso estado e de como tudo começou”, diz o gestor.

Programação

Oeiras +300
Local: Parque da Cidadania
Data: 25 de dezembro

19h – Abertura com Congos e Conguinhos de Oeiras
20h – Robertinho Chinês e Bandolins de Oeiras
21h – Orquestra Sinfônica de Teresina

Exposição Oeiras +300
Local: Shopping Rio Poty
Data: 10 a 20 de janeiro
Horário da abertura: 19h

 

Fonte: CCom

Share via
Jadson Osório

Repórter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *