3º Ciclo de Capacitação do Selo UNICEF reúne representantes de 60 municípios em Oeiras

A estratégia de Busca Ativa Escolar e o combate à Sífilis Congênita foram os temas centrais do 3º Ciclo de Capacitação do Selo do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), realizado nesta quarta-feira, 21, no Centro Diocesano Dom Expedito Lopes, em Oeiras.

O evento reuniu articuladores e mobilizadores do Selo, além de técnicos e gestores municipais de cerca de 60 municípios do Centro-Sul piauiense e teve como objetivo a capacitação de representantes da gestão municipal sobre a metodologia e as ferramentas de monitoramento do Selo UNICEF.

Esta foi a segunda vez que o município de Oeiras foi escolhido para sediar uma edição do Ciclo de Capacitação do Selo UNICEF. A primeira ocorreu em maio deste ano, quando as cidades participantes desenvolveram inúmeras atividades, entre elas, o diagnóstico da situação da infância e adolescência e a criação de núcleos de adolescentes para engajamento e mobilização destes públicos para o debate de seus direitos.

Fotos: Reginaldo Rodrigues

O Selo UNICEF busca reconhecer os municípios que conseguiram melhorar as condições de vida para crianças e adolescentes durante os quatro anos que o projeto vigora – desta vez será o triênio 2017-2020. O projeto está focado no Semiárido e na Amazônia Legal Brasileira, áreas que concentram o maior número de meninos e meninas em situação de vulnerabilidade.

A iniciativa está baseada na mobilização social pela garantia dos direitos da infância e adolescência. Os municípios inscritos no programa comprometem-se a planejar e desenvolver ações pelo alcance de objetivos nas áreas de Educação, Saúde e Assistência Social. O UNICEF promove o desenvolvimento de capacidades de diversos atores para incentivar e qualificar sua participação na elaboração e no fortalecimento das políticas públicas para meninas e meninos de até 17 anos; monitora e avalia o desempenho dos municípios, a partir de um conjunto de indicadores sociais; certifica e reconhece os esforços de municípios que alcançam os maiores avanços na melhoria da vida da infância e adolescência.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *