Eleições 2018: Veja quem foram os candidatos mais votados em Oeiras

O eleitor piauiense escolheu neste domingo, 07, os 30 deputados estaduais que devem cumprir mandato na Assembleia Legislativa a partir de 2019. Em Oeiras, os mais votados foram B.Sá (PP), com 7.631, e Dr. Francisco Costa (PT), que obteve 2.000 votos no município.

Para deputado federal, os candidatos mais votados em Oeiras foram Assis Carvalho (PT) e Mainha (PP). Ciro Nogueira (PP), com 11.814 votos, e Wilson Martins (PSB), com 10.284, foram os senadores mais votados na primeira capital do Piauí.

Na disputa pelo governo do Estado, Wellington Dias (PT) obteve 9.933 votos e Dr Pessoa (SD) 5.812 votos. Para presidente da república, Fernando Haddad (PT), com 13.829 votos, e Ciro Gomes (PDT), com 3.187 votos, foram os mais bem colocados no município de Oeiras.

Veja ranking completo:

Deputados Estaduais

B.Sá (PP) 7.631 votos

Dr. Francisco Costa (PT) 2.000 votos

Limma (PT) 1.474 votos

Hélio Isaías (PP) 1.446 votos

Georgiano (PSD) 1.173 votos

Franzé (PT) 1119 votos

Dr. Hélio (PR) 645 votos

Themístocles Filho (MDB) 465 votos

Rubem Martins (PSB) 373 votos

Henrique Pires (MDB) 321 votos

Deputados Federais

Assis Carvalho (PT) 7.562 votos

Mainha (PP) 4.369 votos

Rejane Dias (PT) 1.187 votos

Coronel Wagner Tôrres (PRP) 1.185 votos

Júlio César (PSD) 1.064 votos

Átila Lira (PSB) 578 votos

Marcos Aurélio Sampaio (MDB) 575 votos

Dra. Marina (PTC) 284 votos

Iracema Portela (PP) 224 votos

Idoniel Mesquita (PHS) 153 votos

Senadores

Ciro Nogueira (PP) 11.814 votos

Wilson Martins (PSB) 10.284 votos

Marcelo Castro (MDB) 7.271 votos

Frank Aguiar (PRB) 1.828 votos

Robert Rios (DEM) 888 votos

Governador

Wellington Dias (PT) 9.933 votos

Dr Pessoa (SD) 5.812 votos

Luciano Nunes (PSDB) 3.191 votos

Fábio Sérvio 351 (PSL) votos

Professora Sueli (PSOL) 67 votos

Presidente

Fernando Haddad (PT) 13.829 votos

Ciro Gomes (PDT) 3.187 votos

Jair Bolsonaro (PSL) 2.764 votos

Geraldo Alckmin (PSDB) 441 votos

Henrique Meireles (MDB) 137 votos

 

Fonte: TSE

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *