Oeirense empata com Timon e assume a liderança da série B do Piauiense

O Oeirense conseguiu um empate que parecia improvável diante do Timon. Na tarde deste sábado, no estádio Lindolfo Monteiro, em Teresina, o Cachorro Doido fez um primeiro tempo sofrível, diante de uma soberana e impiedosa Águia. Com 18 minutos, o Timon vencia por 2 a 0 (gols de Amorim e Eduardo), resultado justo pelo rendimento apresentado. No segundo tempo, a equipe de Marcão perdeu ritmo e viu o adversário crescer. Valeu a garra e a força da “invasão de Oeiras” nas arquibancadas – a torcida gritou a todo instante – e um abençoado Rhuann marcou os dois gols do empate, o primeiro aos 6; o outro, aos 40. O 2 a 2 colocou o Time da Fé na liderança da tabela.

Primeiro tempo
A Águia Soberana fez um primeiro tempo soberano, sem sustos e impediu o rival de atacar em 45 minutos. A formação do técnico Marcão povoou o meio, com Éricles, Netinho e Amorim – fechando assim qualquer espaço para ação do meia Paulinho Mossoró. Se a criatividade do Oeirense ficou na Capital da Fé, a do Timon sobrou. Aos 4 minutos, em bela jogada de Erinaldo pelo lado esquerdo, o atacante rolou açucarado para Amorim. O volante, completamente desmarcado, chegou emendando o chute. Com o gol cedo, o Timon teve ainda mais tranquilidade, rodou a bola e a zaga com Índio e Amorim anulou o jogo aéreo de Rhuann e Caio Cesar. Aos 18, Eduardo fez segundo – com muito estilo. O camisa 9 matou no peito o lançamento, passou como quis pela zaga e tocou na saída de Mondragon.

Como ficou??
O Oeirense pula para a liderança com cinco pontos. O Timon mantém a terceira colocação. Os times acabaram beneficiados com o empate entre Comercial-PI e Cori-Sabbá, que ficaram na parte de baixo da tabela. O Picos, de folga, caiu para segunda colocação.

Próximos jogos
O Oeirense faz o último jogo da fase de classificação na sexta-feira, dia 27 de setembro, no estádio Tibério Nunes, em Floriano, às 20h. O Timon folga na 4ª rodada e só retorna no dia 5 de outubro, contra o Comercial-PI, em Campo Maior.

Segundo tempo
O técnico Cícero Monteiro apostou tudo na etapa final depois dos primeiros 45 minutos ruins do time. Os volantes Kaio e Felipinho foram sacados para a entrada de Sony e Brandão. Juliano também saiu para a entrada de Jaime, mais livre e solto no meio. Por quase boa parte do segundo tempo, o time contou com Paulinho Mossoró (bem abaixo do esperado), Sony, Rhuann, Caio Cesar e Brandão no ataque. Correu risco do contra-ataque, mas acabou recompensado com dois gols de Rhuann, valeu pela garra. Ambos, na bola aérea (que não deu certo no primeiro tempo). Do outro lado, o Timon caiu bruscamente, principalmente na parte física. As entradas de Breno, Marlon e João Pedro não surtiram o efeito desejado de Marcão, e a Águia deixou escapar a classificação antecipada às semifinais.

Invasão da fé
A torcida do Oeirense deu um diferencial na partida em Teresina. Ficou em silêncio por pouco tempo depois dos gols sofridos, pegou no pé do atacante Caio Cesar, mas gritou na maior parte do duelo. No fim, com o empate, festejou.

Fonte: GE Piauí

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *