Joaquim Copeiro, músico e maestro oeirense, morre aos 100 anos

Morreu na noite desta quarta-feira, 26, o músico e maestro oeirense, Joaquim da Silva Copeiro, aos 100 anos. Ele estava internado em um hospital da capital, Teresina, onde veio a falecer. O corpo está sendo velado na Loja Maçônica Oeirense, instituição da qual Copeiro foi fundador. O sepultamento deve acontecer às 17h, no cemitério Campo da Esperança, após uma sessão fúnebre na Maçonaria, seguida de um celebração religiosa.

O prefeito José Raimundo utilizou suas redes sociais para prestar homenagem ao artista e condolências à família. “O falecimento do Maestro Joaquim Copeiro, ocorrido na noite desta quarta-feira, 26, deixa uma lacuna na cultura oeirense. Músico e regente da Banda de Música Santa Cecília por mais de quarenta anos, ele participou de momentos significativos de nossa história e deixa um legado inestimável para a tradição musical de Oeiras, preservada até hoje pela Prefeitura Municipal, através das retretas da banda no Passeio Leônidas Melo, e difundida para as novas gerações, por meio dos Núcleos de Cultura das escolas da rede municipal de ensino, que despertam e relevam novos talentos musicais em nossa cidade. Nossa homenagem a este Patrimônio Eterno de Oeiras e sinceros sentimentos de pesar aos seus familiares”, diz a nota.

A Subseção de Oeiras da OAB também manifestou pesar pela morte do maestro. “A Ordem dos Advogados do Brasil, Subseção de Oeiras, lamenta profundamente o falecimento do maestro Joaquim da Silva Copeiro aos 100 anos de idade. O maestro Joaquim Copeiro foi durante mais de 40 anos, regente da Banda de música Santa Cecília, era sócio fundador da União Artística Operária Oeirense e membro fundador da Loja Maçônica Oeirense. Neste momento de dor e resignação, a OAB-SUBSEÇÃO DE OEIRAS irmana-se à família enlutada pela grande perda, rogando a Deus pelo conforto dos familiares e amigos”, registra.

Em fevereiro deste ano, o Instituto Barros de Ensino – IBENS lançou uma obra em homenagem Joaquim Copeiro. Intitulado ‘Reminiscências em Oeiras’, o livro tem ilustrações de alunos da escola e faz abordagens sobre diversos temas, como política, religião, cultura e culinária, com histórias contadas a partir das próprias vivências do autor.

Joaquim Copeiro

Nascido em 02 de setembro de 1918, Joaquim da Silva Copeiro era funcionário público aposentado. Teve seis filhos da união amorosa com Antônia Barroso, com quem foi casado durante 77 anos de sua vida centenária.  

Foi por mais de 40 anos maestro da Banda de Música Santa Cecília. Era membro fundador da Loja Maçônica Oeirense e sócio fundador da União Artística Operária Oeirense. Além da música, outra grande paixão de Copeiro era a literatura – escreveu dois livros. Dono de múltiplos talentos, ele também trabalhou como carpinteiro, pedreiro e sapateiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *